O Tantra e a expansão da consciência feminina | Mahlaga

O Tantra e a expansão da consciência feminina

O Tantra e a expansão da consciência feminina
Apesar do que a imaginação ocidental assume sobre os ensinamentos védicos, o Tantra vai muito além do sexo. Mas então o que é o Tantra? O Tantra é um conjunto de conhecimentos, técnicas e práticas ancestrais, uma filosofia condutora da vida de uma forma geral, em outras palavras, é um caminho alternativo para a expansão da consciência.
Essa filosofia é vivenciada como tradição pela cultura hindu há pelo menos um milênio e costumava ser transmitida como herança cultural dentro das famílias indianas, em diálogo com os ensinamentos da Yoga. Essa prática possui influência sobre determinadas tradições da cultura budista e também dentre outras religiões orientais, como o Taoísmo e o Janaísmo.
Casal, Casamento, Casamento Indiano, Índia
O objetivo do Tantra, como o próprio significado do termo sânscrito indica, é “tecer para expandir e difundir”, pois esse conjunto de conhecimentos concebe o corpo como humano como o caminho para o conhecimento, um organismo que possui vida própria. O corpo merece a atenção e a presença plena pois é através dele que experienciamos a existência humana.
Diferente de outras concepções espiritualistas ao redor do mundo, que empregam um sentido mundano e profano ao corpo e aos "prazeres carnais", o tantra o enxerga como o caminho de acesso ao divino, e talvez seja aí que
entra o a parte do sexo.
Ioga praticando da mulher com o sol atrás dela Foto gratuita
A sexualidade para o conhecimento tântrico é parte primordial da vida. O Tantra concentra em si o culto ao equilíbrio dos princípios masculino, representado pelo deus Shiva e feminino, representado pela deusa Shakti. Essas energias estão presentes em todas as pessoas, independente do gênero e geri-las de forma saudável, recíproca e respeitosa, é a chave para uma vida expansiva, consciente e prazerosa. Para o Tantra o ato sexual é sagrado pois exprime o nosso maior potencial criativo a partir do corpo.
Kundalini, energia motriz da vida
Kundalini é a energia vital que move o universo, é o estado máximo de conexão com o todo, é a emanação da fonte de poder infinito e vive adormecida na base da coluna de cada ser humano. O tantra, a yoga e a meditação, a boa alimentação, a prática de exercícios físicos, o equilíbrio mental e o bem-estar de uma forma geral são como chaves para despertar essa corrente bioelétrica, que vai subindo e consumindo todos os Chakras, até
chegar ao sétimo, no topo da cabeça elevando o ser à pura auto-realização, a
contemplação do significado da vida.
Conceito de chakras com mulher meditando Vetor grátis
A Kundalini em si é a própria energia sexual e criativa, é representada por uma cobra enrolada, assim como a energia espiral que dá sustentação à vida. É o ápice do despertar da consciência, que leva à quebra de crenças, padrões que nos impede de viver a vida em plena satisfação. Observar o corpo como a ferramenta primordial que permite a alma, a essência, a vivenciar uma vida na matéria. É possível despertar essa potência gigantesca a partir do alinhamento dos principais 7 Chakras, para que ela flua livremente pelo seu corpo
e sua vida.
No ocidente essa energia está muito vinculada à sexualidade e seu desenvolvimento à melhora da vida sexual. Mas a Kundalini, assim como o Tantra não está apenas ligado à sexualidade, ela é a energia que pulsa em todos os estados da vida, pois é a própria vida em movimento. É a força da presença e do autoconhecimento. É sobre estar presente em todos os momentos da vida, respirando conscientemente, inclusive no sexo, pois o orgasmo é uma manifestação dessa energia, assim como todas as ações que realizadas dos planos materiais aos mais sutis.
A sexualidade feminina, Yoni Eggs e o despertar espiritual
Durante séculos a sexualidade feminina vem sendo reprimida e domesticada por um sistema patriarcal que coloca as mulheres em detrimento aos homens. Nos últimos anos as mulheres vêm se empoderando, conquistando sua liberdade e mostrando que são donas de seus corpos e sexualidade. Esse movimento tem tudo a ver com a ascensão do poder da Kundalini nos corpos femininos. A cada conquista do território do corpo, a Kundalini, que também se apresenta como energia coletiva, conduz as mulheres à liberdade de criar sua
própria realidade.
Grupo de diferentes mulheres bonitas Foto gratuita
O tantra se apresenta como um processo de autoconhecimento para as mulheres, de retomar o poder e amor-próprio distanciando-as da opressão patriarcal que as condicionava. Práticas terapêuticas ligadas à sexualidade feminina têm se multiplicado como forma de conectar as mulheres ao seu poder físico e espiritual.
A cristaloterapia, também conhecida como terapia de cristais, se une a ovoterapia, práticamilenar de cura uterina para expandir o despertar da consciência feminino.
O "Yoni Egg" ou "Ovo Yoni", é um objeto que faz parte de uma prática milenar que consiste em liberar memórias e experiências que ficam registradas no sistema uterino. Esses ovos são feitos de cristais que possuem propriedades terapêuticas específicas.
Os primeiros usos dos Yoni Eggs são datados há mais de 5 mil anos por mulheres na China, Índia e México. Inicialmente as mulheres chinesas utilizavam a pedra Jaspe lapidadas em formato oval para equilibrar, vitalizar e potencializar a sua saúde sexual. Na Índia esses ovos estavam intimamente ligados ao despertar da força Kundalini e ao longo do tempo foram desenvolvidos ovos com diversos outros tipos de pedras e cristais, como
obsidiana, quartzo brancoverde.
O útero é como uma caixa de memórias que guardamos ao longo dessa vida e de vidas passadas (para quem acredita em reencarnação). A técnica Yoni Eggs consiste em introduzir o ovo no canal vaginal, de acordo com o que é mais confortável para a mulher e desfrutar dos benefícios que os minerais podem trazer ao corpo, sejam eles espirituais, psíquicos ou físicos. O uso desse objeto pode influenciar na saúde de todo o corpo, bem como o bombeamento de sangue e musculatura da região pélvica, na diminuição dos sintomas de TPM e cólica bem como induzir a usuária a ter uma conexão mais profunda
com seu próprio corpo em conjunto com a mente.
A sexualidade envolve dimensões diversas, sejam corporais, emocionais, físicas, culturais, sociais, políticas, históricas dentre outras. Por isso o despertar da Kundalini através do tantra e da ovoterapia devem ser realizados com muito cuidado, pois essa energia é tão potente que pode ir da contentação mais intensa a à destruição mais profunda. A ordem e o caos devem se equilibrar nesse processo. Por isso é muito importante sempre requerer de apoios externos de profissionais terapêuticos que possam te auxiliar a obter os melhores benefícios desse tipo de cura.

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.