Tarot: um mergulho profundo no autoconhecimento | Mahlaga

Tarot: um mergulho profundo no autoconhecimento

Tarot: um mergulho profundo no autoconhecimento
O tarot  é uma ferramenta de autoconhecimento, um portal para acessar o conhecimento de si. Para além de ser uma arte divinatória, ele nos permite acessar, através da sua simbologia, os aspectos do nosso inconsciente  e do nosso processo de evolução interna.

Não se sabe muito bem como esse oráculo surgiu. Alguns estudiosos dessa arte-ciência dizem que foi no Antigo Egito, outros dizem que foi na Idade Média Européia. Mas seu conhecimento vem sendo utilizado pela humanidade durante centenas de anos para a compreensão da jornada da vida.
what is tarot reading

Nos últimos anos a prática do tarot como uma ferramenta terapêutica, têm se multiplicado e ajudado muitas pessoas ao redor do mundo. Aqueles que a usam revelam que essa ferramenta auxilia no processo de conscientização e  na busca por caminhos possíveis para a auto-realização.

Para compreender essa prática precisamos seguir o princípio que a vida se desenrola a partir de escolhas e decisões tomadas pelos indivíduos, e o futuro em si não existe, ele será manifestado a partir  dos acontecimentos do momento presente, em uma relação tênue entre destino e livre arbítrio. 
O que é o tarot?

É um baralho de 78 cartas em que as lâminas são denominadas "Arcanos". Cada um deles se conecta a um mistério e simbologia. 
Os 78 Arcanos do tarot se dividem em 2 grupos: os Arcanos Maiores e os Arcanos Menores.

Os Arcanos maiores representam os grandes temas para a alma, os principais  desafios da jornada da vida, nossos mistérios mais profundos e as questões mais importantes a se compreender. Já os Arcanos Menores representam os caminhos pelos quais esses grandes temas são manifestados na realidade, eles dão foco as energia dos Arcanos Maiores trazendo maior detalhamento, ou o desenrolar de uma situação e seus possíveis desfechos. 

Os Arcanos Menores são divididos em quatro naipes do baralho: Copas, elemento água, que representa a esfera emocional; Paus, elemento fogo, ligado às ações no mundo material; Espadas, elemento ar, que representa a esfera mental e psicológica e Ouros, elemento terra, que representa a materialidade em si.

A jornada de autoconhecimento é única e diferente para cada ser humano, mas segundo a Psicologia Analítica todos nós compartilhamos do Inconsciente Coletivo, um arcabouço de registros simbólicos e imagens, conhecidas como arquétipos. Ao olharmos os Arcanos do tarot acessamos imagens do nosso inconsciente coletivo, pois essas lâminas contam a história que se passa nele, trazendo à tona questões importantes no processo de autoconhecimento. Durante uma leitura de tarot nós identificamos com aquela história que está sendo narrada pelas cartas e conseguimos compreender questões internas.
O tarot é conhecido em suas versões mais antigas e clássicas como o Tarot Marselha e Rider Waite, o primeiro a adicionar imagens aos arcanos menores, assim como em versões modernas, com imagens variadas, de acordo com o gosto do artista que produz o deck (nome dado ao agrupamento de lâminas de tarot).

O arquétipo do Arcano III -  A Imperatriz
500+ Tarot Pictures [HD] | Download Free Images on Unsplash
Esse arcano maior representa a figura materna, arquétipo presente no inconsciente coletivo. Aqui a energia feminina é representada por uma mulher madura. Ao sair em uma leitura esse Arcano nos ensina a nos auto nutrir, a sermos criativos, a construir o amor-próprio e o auto-cuidado.
Acessando informações do Inconsciente coletivo

A mente humana é um oceano profundo no qual temos acesso à superfície e
quanto mais nos aprofundamos nela podemos compreender determinadas motivações que se refletem na vida material. Essa ferramenta funciona de acordo com a sincronicidade,  apresenta energias que estão manifestadas na realidade do consulente, fatos explícitos e ocultos referentes ao presente e a forma como ele existe no mundo naquele determinado momento.

O conceito de inconsciente coletivo indica que tudo está conectado no Universo e o autoconhecimento é a busca por ampliar essa consciência universal em nós, e assim elevar nossa percepção e conexão espiritual.  A linguagem do inconsciente é pré-verbal, portanto os arquétipos, imagens e símbolos representados no tarot são uma maneira incrível de acessar essa sabedoria que está guardada dentro de nós.

O Tarot pode ser estudado e praticado por qualquer pessoa com tempo e dedicação, pois cada uma das lâminas possui diversas camadas de significado além de suas grandes possibilidades de combinações. Mesmo que o tarot não esteja ligado diretamente a uma prática espiritual você pode estudá-lo paralelamente a outros conhecimentos espirituais e outras ferramentas terapêuticas como o uso de cristais, velas, incensos e  pêndulos.
A pedra mais indicada para iniciar o aprendizado do tarot é a ametista, pois esse cristal possui propriedades energéticas que trabalham a confiança na intuição, conectando seu portador a acessar conhecimentos internos e conectar sua comunicação com níveis mais sutis da espiritualidade.

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.